quarta-feira, 4 de abril de 2012

Vale a viagem: Riga na Letônia

Uma das melhores coisas de morar em outro país e estudar com pessoas de diferentes nacionalidades é ter a oportunidade de conhecer mais sobre a cultura de cada lugar, principalmente se for in loco !! E foi exatamente o que fiz nesse fim de semana: viajei para Riga, capital da Letônia, para visitar uma amiga que fiz durante o curso.

A minha diversão já começou no avião: imagina o que é pegar um vôo quase que inteiro ocupado por pessoas altas, loiras e de olhos azuis? É uma daqueles situações que faz você achar que está  em outro planeta! kkk Após 2h40 de viagem, desembarquei em Riga e meu encanto pela cidade começou logo nos primeiros minutos.

Placas em letão, língua oficial da Letônia


Os habitantes refletem bem Riga: reservados mas extremamente amigáveis. A maioria fala inglês super bem, o que facilita muito já que a língua oficial é o letão. Riga é uma cidade pequena se comparada com outras capitais (700 mil habitantes, sendo que  a Letônia como um todo tem 2 milhões), e por isso tudo parece funcionar melhor e sem confusão. A limpeza é um fator a ser destacado: não se vê nenhuma sujeira nas ruas, tudo é muito limpo e bem conservado, principalmente os edifícios mais antigos.

Tive a sorte de ter guias locais que me apresentaram não só a parte turística mas também aqueles lugares que só quem mora lá conhece (em breve farei posts com lugares e marcas bacanas que descobri). Meu primeiro passeio foi ao centro histórico chamado de Old Riga, onde os principais monumentos estão concentrados como o Castelo de Riga, a catedral, monumento de liberdade, mercado central, etc. Nessa região vale se perder pelas pequenas ruas e passar o dia todo, admirando os lindos edifícios e os charmosos cafés e restaurantes.

Monumento de liberdade























The cat house

Aprendi algumas tradições locais bem interessantes: quem nasce na Letônia tem dois aniversários: um na data de nascimento e outro no dia do seu nome, como se fosse o dia do nome Mariana, Fernanda, Camila, etc. (PS: sim, eles ganham dois presentes!). Ganhar flores também é um hábito: sempre que vão em uma festa de aniversário, levam um pequeno arranjo para a/o aniversariante.

Importante: não cumprimente ninguém com beijos, essa prática só acontece depois de se ter intimidade, antes disso só apertos de mão. Bom, não preciso nem dizer que essa foi minha primeira gafe logo que cheguei né? 

Para quem não tiver conhecidos locais fica a dica de um guia muito bom, o like a local guide. Além do oferecer diversas dicas no site, é possível encontrar mapas por toda a cidade com indicações de restaurantes, bares e afins. O mais legal é o conceito do mapa: indicar lugares que as pessoas que moram lá frequentam! 

Um comentário:

helen ps disse...

Obrigada pela postagem. Vou à Letônia em julho e suas dicas são bem bacanas.

Abraços cordiais

Helen

Paz e Luz